Bem vindo ao Site Islam Brasil - O Islam no Brasil - Últimos Artigos: O Estatuto da Família no Islam - Ensinamentos islâmicos sobre o controle de doenças contagiosas - Causas da apatia na fé e como remediar - O Pecado e Seus Efeitos em Quem os Comete - O que fazer quando a fé em seu coração está esmorecendo? - Significado da crença em al-Qadar (a vontade e o decreto divinos) - Os Profetas são Iguais? - A virtude de fazer muitos jejuns voluntários no mês de Muharram - Qual a virtude do mês de Muharram? - A facilidade para se converter ao Islam - A Realidade da Crença nos Mensageiros - O verdadeiro significado de ‘ubudiyah (verdadeira submissão a Allah) - Adoração é amor e veneração, não é oneroso ou difícil - Capítulo 106, Coraix (Os Coraixitas) - Capítulo 63, versículos 9-11: Não se torne um dos perdedores -
Este site tem por objetivo divulgar o Islam, seguindo a Ahlus Sunnah wal Jama'a (Seguidores da Sunnah e a Comunidade), o Islam em sua mais pura forma, o Islam que foi ensinado pelo nosso querido Profeta Muhammad (s.a.w.s) e seguido pelos seus Nobres Companheiros (Sahaba).


Converter-se ao Islam
Se alguem tem o desejo de se tornar um Muculmano, basta pronunciar a “Shahada” saiba mais


Como praticar a Oração
Saiba como praticar a oração, a ablução, recitação do alcorão em árabe e o horário da salat. saiba mais


Profeta Mohammad
...,Não percas as descrições do seu caráter, (Que é) completo em todos os respeitos, saiba mais


Livros Islâmicos
Acesse a nossa biblioteca virtual onde você pode baixar livros islâmicos para leitura. saiba mais


Jesus, Profeta do Islam
Jesus é Muçulmano? Saiba tudo o que o Alcorão fala sobre Jesus, o Filho de Maria. saiba mais


O Islam no Brasil
O Islam esteve presente e
influente no Brasil desde o
início de sua história e
continua hoje... saiba mais


Convertidos ao Islam
Conheça a a história de brasileiros que se converteram ao islam... saiba mais


Perguntas e Respostas
Sinta-se à vontade para tirar todas suas dúvidas referente ao islam, alcorão saiba mais
A Realidade da Crença nos Mensageiros
  Clique aqui para retornar às Categorias de Artigos

 

A crença nos Mensageiros implica quatro coisas:

1 – Firme convicção de que Allah enviou a toda nação um Mensageiro dentre eles, para chamá-los à adoração de Allah somente e à descrença de tudo o que é adorado em vez d'Ele, e que eles (os Mensageiros) eram todos verdadeiros, falantes da verdade, virtuosos, sábios, piedosos e honestos, e transmitiram tudo aquilo com que Allah os enviou, não escondendo ou alterando nada. Eles não adicionaram nem uma letra de si mesmos ou omitiram seja o que for.

"Então, não impende aos Mensageiros senão evidente transmissão da Mensagem?" [Al-Nahl 16:35 - interpretação do significado]

A sua mensagem foi a mesma, desde o primeiro até o último deles, com base no princípio do Tawhid, ou seja, que todos os tipos de adoração devem ser dedicados a Allah somente, crenças, palavras e ações, e que tudo o que é adorado em vez de Allah deve ser rejeitado. A prova disso são os versos (interpretação dos significados):

"E não enviamos, antes de ti, Mensageiro algum, sem que lhe revelássemos que não existe deus senão Eu; então, adorai-Me." [al-Anbiya' 21:25]

"E pergunta aos que, de Nossos Mensageiros, enviamos, antes de ti: 'Se Nós fizemos, além d'O Misericordioso, deuses, para serem adorados?'" [al-Zukhruf 43:45]

E há muitos versos semelhantes.

No que diz respeito aos deveres obrigatórios através dos quais Allah é adorado e os pequenos detalhes de legislação, orações e jejuns podem ter sido ordenados a algumas nações, mas não a outras, e algumas coisas podem ter sido proibidas para algumas e permitidas para outras, como um teste de Allah.

"Aquele que criou a morte e a vida, para pôr à prova qual de vós é melhor em obras…" [Al-Mulk 67:2 – interpretação do significado]

A evidência disso está no verso (interpretação do significado):

"Para cada um de vós, fizemos uma legislação e um plano." [Al-Ma'idah 5:48]

Ibn 'Abbas (que Allah esteja satisfeito com ele) disse: "(Isso significa) uma maneira e um caminho." Mujahid, 'Ikrimah e muitos dos mufassirin (comentaristas) disseram o mesmo.

Em Sahih al-Bukhari (3443) e Sahih Muslim (2365) é narrado que Abu Hurayrah disse: "O Mensageiro de Allah (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: 'Os profetas são como irmãos provenientes de um pai, suas mães são diferentes, mas a sua religião é uma só.'" – ou seja, os profetas estão unidos no princípio do Tawhid, a mensagem com a qual Allah enviou cada Mensageiro, e a que Ele incluiu em cada Livro que Ele revelou, mas suas leis diferiram quanto a ordens e proibições, o que era permitido e o que era proibido.

Quem descrê na mensagem de um deles descrê neles todos, como Allah diz (interpretação do significado):

"O povo de Noé desmentiu aos Mensageiros…" [Al-Shu' ara' 26:105]

Allah descreveu-os como descrentes em todos os Mensageiros mesmo quando não havia nenhum outro Mensageiro para além de Noé no momento em que eles descreram.

2 – A crença nesses Mensageiros cujos nomes sabemos, como Muhammad, Ibrahim, Musa, 'Eesa e Nuh (que as bênçãos e a paz esteja com todos eles). No que diz respeito àqueles que foram mencionados em termos gerais, mas cujos nomes não sabemos, somos obrigados a crer neles, em termos gerais, como Allah diz (interpretação do significado):

"O Mensageiro crê no que foi descido para ele de seu Senhor, e assim também, os crentes. Todos crêem em Allah e em Seus anjos e em Seus Livros e em Seus Mensageiros. E dizem: 'Não fazemos distinção entre nenhum de Seus Mensageiros.' " [Al-Baqarah 2: 285]

"E, com efeito, enviamos Mensageiros, antes de ti. Dentre eles, há os de que te fizemos menção, e dentre eles, há os de que não te fizemos menção." [Ghafir 40:78]

E acreditamos que o Mensageiro Final foi o nosso Profeta Muhammad (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele), e não há nenhum profeta depois dele, como Allah diz (interpretação do significado):

"Muhammad não é pai de nenhum de vossos homens, mas sim o Mensageiro de Allah e o selo dos Profetas. E Allah, de todas as cousas, é Onisciente." [al-Ahzab 33:40]

Em al-Bukhari (4416) e Muslim (2404), é narrado a partir de Sa'd ibn Abi Waqqas (que Allah esteja satisfeito com ele) que o Mensageiro de Allah (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) saiu para Tabuk, e nomeou 'Ali como seu vice (em Medina). 'Ali disse: "Você está me deixando a cargo das crianças e das mulheres?" O Profeta (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Será que não te agrada que sejas para mim como Harun era para Musa? Mas não haverá nenhum profeta depois de mim."

Allah o favoreceu e o escolheu para grandes bênçãos que não foram dadas a nenhum outro profeta. Por exemplo:

a) Allah o enviou para todas as duas raças da humanidade e jinn, ao passo que cada profeta que viera antes dele foi enviado apenas para o seu próprio povo.

b) Allah o apoiou contra os seus inimigos, incutindo o medo nos corações de todos os seus inimigos dentro do raio de um mês de viagem.

c) A terra foi feita como um lugar de oração e um meio de purificação para ele.

d) O butim de guerra foi feito como admissível para ele, quando este não tinha sido permitido a qualquer profeta antes dele.

e) Será concedida a ele a posição de maior intercessão.

E há muitos outros favores especiais que lhe foram concedidos (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele).

3 – Acreditar nos relatos autênticos narrados pelos Mensageiros.

4 – Seguir as leis do Mensageiro que foi enviado para nós, ou seja, o Profeta Final Muhammad (que a paz e bênçãos de Allah estejam sobre ele), que foi enviado para toda a humanidade. Allah diz (interpretação do significado):

"Então, por teu Senhor! Não crerão; até que te tomem por árbitro das dissensões entre eles, em seguida, não encontrem em si mesmos constrangimento no que julgaste, e até que se submetam, completamente." [al-Nisa' 4:65]

Devemos notar que a crença nos mensageiros traz grandes frutos, tais como:

1 – Conhecimento da misericórdia de Allah para com Seus servos e Seu cuidado por eles, visto que Ele enviou mensageiros para orientá-los para o caminho de Allah e para lhes mostrar como adorar a Allah, pois só a razão humana não poderia levar a isso.

2 – Agradecer-Lhe por esta grande bênção.

3 – Amar e venerar os Mensageiros (bênção e paz estejam com eles), e louvá-los da maneira que eles merecem, porque eles são os Mensageiros de Allah, e porque eles adoraram e transmitiram Sua mensagem, e eram sinceros para com Seus servos.

E Allah sabe mais.

Veja A'lam al-Sunnah al-Manshurah, 97-102; Sharh Usul al-Thalathah por Shaykh Ibn 'Uthaymin, 95, 96.

 

https://islamqa.info/pt/categories/very-important/2/answers/8929/a-realidade-da-crenca-nos-mensageiros

bullet.gif Enviado por admin em 15/09/2020 ·14 Leituras · Imprimir · ·

Hierarquia do Artigo:
Artigos Variedades A Realidade da Crença nos Mensageiros


Navegação de Artigos:

<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>
Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML


Ouça o Alcorão
Agora você já pode escutar em nosso site "O Nobre Alcorão e seus Significados em Português"saiba mais


Leia o Alcorão
Agora além de poder ouvir a
bela recitação do Alcorão,
você também pode ler o Alcorão Sagrado. saiba mais


Du'as - Súplicas
Aprenda como recitar de maneira correta os du'as (suplicas) em arabe, saiba mais


Riadhus-Salihin
Já está disponível gratuitamente para baixar em nosso site o Livro Riadhus-Salihin. saiba mais


Civilização Islâmica
Dentro de poucos anos do crescimento do Islam no mundo, grandes civilizações floresceram saiba mais


A Mulher no Islam
Na época em que o Mundo estava envolvido em trevas, e entregue a ignorância, a revelação... saiba mais


As Relações Íntimas
Conheça a Visão Islâmica sobre as Relações Íntimas e a Sexualidade em geral. saiba mais


Divulga Islam
Somos um grupo de muçulmanos brasileiros que trabalha com a divulgação do islam saiba mais
     
 

É necessário utilizar o Firefox para este site

Site Islam Brasil - O Islam no Brasil © 2009-2019

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2019 by Nick Jones.
Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3

Os materiais postados neste site não refletem necessariamente as visões do Grupo Divulga Islam, o qual não reivindica responsabilidade sobre os artigos contidos neste site, sendo os mesmos de responsabilidade dos seus escritores.

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

 
voltar ao topo